quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Ainda em relação à SM (ou em relação a mim mesmo)

Se formos a ver a SM era mais uma mulher "perfeita" para mim! Completamente envolvida em situações graves que a deixam com uma avaliação psicológica muito preocupante, cheia de problemas... tal e qual eu gosto. :)
Eu gozo com a minha própria miséria, é o que me vale.

Imagem retirada da Internet
Dizeis vós (ou perguntou a Geri à dias ao telefone e eu sei que muitos de vocês estão a pensar o mesmo): "Ah e tal, mas e o teu BFF está a tentar juntar-te com uma mulher assim? Nessas condições psicológicas, cheia de problemas. Ele quer estragar a tua vida também?"

Espero que não. Nas palavras dele, falando na terceira pessoa, sem se referir a mim, mas... quer dizer, depois todos os actos referem, ele diz que: "Ela precisa de alguém que lhe dê a mão e a tire dessa vida."

E... (agora sou eu a fazer uma reflexão fria sobre mim mesmo, reflexão essa que pode chocar metade, no entanto a outra metade já conclui isso sobre mim) ..de facto, a SM ficou mais interessante agora que eu percebo que ela é uma pessoa desajustada, perdida e cheia de problemas!

Imagem retirada da Internet
O que é que isto quer dizer?
Que eu sou uma pessoa que vê sobretudo o potencial dos outros, muito mais ainda que a sua realidade no presente. Isto é: devia deixar de ser assim, pois no fundo quem e fode sou eu (perdoem o meu francês). Eu preciso mesmo de ajuda médica - eu sei!! :p

No fundo parte de mim até gostava de activamente ajudar a SM.

Uma outra parte de mim, que já sofreu muito e deu muitas cabeçadas diz: "Põe-te ao fresco, tu não gostas dela, não a achas atraente, sensual, bonita sequer, não tens obrigação de salvar o mundo e não devias deixar esta vida sem antes encontrar alguém que verdadeiramente que te dê o que poucas mulheres te deram na vida: força para seres um homem melhor, ires mais além e finalmente perseguires os teus sonhos sem medo do mar! Pessoas para te causarem mais problemas, deitarem abaixo e diminuir a auto confiança já tens e tiveste em número suficiente".

Ela não tem culpa de estar enrolada numa seita, mas eu... também não.
Vocês fugiam, ou ficavam?

(gosto destes posts onde posso desabafar, obrigado por estarem desse lado)

8 comentários:

  1. Concordo plenamente (sublinho o plenamente!) com a parte que te diz para te pores ao fresco. Não acho mal falares com o teu BFF e a esposa, incentivá-la a falar com a amiga, tudo certo até aí. Afinal, não precisas ser uma besta insensível e fingir que não sabes que a SM está metida até ao pescoço num sarilho e que precisa de ajuda. No entanto... parava por aí. Não te metas em caminhos apertados. É o meu conselho, vale o que vale ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu agradeço o conselho, sei que me queres bem e dizes isso porque é aquilo que pensas honestamente.

      A minha intenção é fazer exactamente isso, incentivá-los a falar com a amiga e só isso mesmo. :)

      Obrigado.
      Beijinhos sem sarilhos ****************

      Eliminar
  2. A não ser que tenhas vocação para Madre Teresa de Calcutá, põe-te ao fresco e por todas as razões que sabes e enumeras. A principal é que nem te sentes atraído por ela e a secunda´ria é que ela nem te respondeu ao convite.. Boa sorte :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parecem-me duas boas razões ;)

      Thanks...
      Beijinhos principais *************

      Eliminar
  3. Longe da vista longe do....
    Abraço
    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Em verdade te digo…

    ResponderEliminar
  4. Fugia!
    Nada que se force pode ser genuinamente bom! Continua na seita de quereres ser melhor!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A "seita de querer ser melhor"! Gostei... :)

      Thanks!
      Beijinhos a ser melhor ************

      Eliminar